08/11/2019

Exposição "Matérias Recriadas"

A Galeria da UTAD (Sala de Exposições da Biblioteca Central) recebe a exposição de escultura “Matérias Recriadas” de Carlos Pinto até ao dia 28 de novembro, no horário habitual, das 9h às 19h e 30m. A citada exposição é composta por cerca de 20 peças em madeira e metal.

Esculturas de Carlos Pinto
A escultura de Carlos Pinto não obedece a nenhuma corrente artística nem condicionante comercial, é um puro exercício de criação estética. O seu universo criativo e mitológico nasce dos seus diálogos solitários com as madeiras encontradas na natureza e dos metais recuperados do desuso quotidiano.
Nos variadíssimos temas abordados, emerge a figura humana com destaque para a mulher, a figura divina, materializada, sobretudo, em Jesus Cristo no nascimento e na morte. O escultor talha ainda animais saídos dum primitivismo ancestral, respeitando sempre os materiais que lhe são oferecidos pela natureza.
Cria com olhos de criança e mãos de mestre objetos inesperados de raízes de múltiplas árvores e de ferro abandonado. A contemplação das suas obras leva-nos por viagens inesquecíveis.
A curadoria da exposição é de Olinda Santana, membro do Grupo Missão Cultura e Artes da UTAD.

Olinda Santana
Membro do Grupo Missão Cultura e Artes da UTAD

Exposição “A imagem do Douro nos postais turísticos”

A exposição documental “A imagem do Douro nos postais turísticos” é composta por 25 painéis de texto explicativo e imagens de mais duma centena de postais ilustrados, retratando os modos de ver a paisagem duriense, desde o início do século XX à atualidade. Estará patente na UTAD (Polo I da Escola de Ciências Humanas e Ciências) até ao dia 18 de novembro. Esta mostra propõe uma viagem pelas imagens projetadas da paisagem duriense, através do postal ilustrado. Numa primeira parte da exposição, apresentam-se os “instantâneos” criados e disseminados sobre este destino ao longo de várias décadas pelos agentes do sistema turístico. Numa segunda, revelam-se os recortes da paisagem duriense difundidos nos postais ilustrados emitidos pelos 19 concelhos da NUTS III – Douro ou vendidos por empresas privadas nos quiosques, livrarias, lojas de turismo desses mesmos municípios.
Painel 13 Exposição

Os modos de ver a paisagem do Douro estão tradicionalmente associados ao ciclo da vinha e do vinho, à difusão da paisagem rural e urbana da sub-região, bem como à representação do património cultural material (histórico, civil, militar, religioso e vernacular) de cada município.
Esta exposição é itinerante, percorrerá os espaços expositivos dos 19 concelhos durienses. Posteriormente, será exibida em espaços da cidade do Porto, de Lisboa e do Algarve em datas e espaços a indicar.  

Texto de Olinda Santana
Investigadora Sénior Projeto Dourotur

16/09/2019

Exposição de Pintura Beleza Interior

A Galeria da UTAD (Sala de Exposições) da Bibilioteca Central recebe a Exposição de Pintura Beleza Interior de Myriam Borges.


“Myriam Borges (1994) nasci em Cabo Verde, na ilha de Santiago na cidade da Praia.
O meu interesse por arte teve início na minha infância, onde eu aprendi a expressar-me com desenhos e pinturas. 
Comecei a exercitar a minha criatividade, usando a arte como um "escape", onde sou livre para criar, observar e apreciar a verdadeira beleza.
A beleza existe em todos os sítios de várias cores e de várias formas, temos que aceitá-la, apreciá-la e motivá-la. 

A minha obra foi inspirada em mim, na minha maneira de ver o mundo com um estilo vibrante, cores fortes e sem limites”.
Mais informações: contactos artista plástica: mborges94@hotmail.com 
@7wcriolart (instagram)

 A referida exposição está patente ao público de 16 de setembro a 9 de outubro 2019.

 A curadoria da exposição está a cargo de Maria Olinda Rodrigues Santana, membro do Grupo Missão Cultura e Artes da UTAD.

Quadro de Myriam Borges


Apareça na Galeria da UTAD (Sala de Exposições) - Bibilioteca Central no horário da biblioteca (9h às 19h e 30m).

27/05/2019

Seminário A Pontuação na Revisão Textual por Claúdia Richard

O Seminário A Pontuação na Revisão Textual será apresentado por Cláudia Richard, licenciada em Ciências da Comunicação pela UTAD e mestranda do 2.º Ciclo em Assessoria Linguística e Revisão Textual na mesma universidade.







No seminário, a palestrante mostrará as dificuldades com que se depara um revisor textual no ato de correção dos artigos doutros jornalistas, servindo-se da sua experiência como revisora linguística no Jornal Notícias de Vila Real

Explicará as suas opções linguísticas no que se refere à pontuação, matéria tão descorada na atualidade, para tal ilustrará as suas correções com exemplos concretos de extratos de artigos do jornal regional: Notícias de Vila Real.



O Seminário terá como objetivo fundamental evidenciar a importância do uso da pontuação nas atividades profissionais ligadas à escrita da língua portuguesa.

 

10/05/2019

À descoberta da arqueologia no concelho de Alijó



 Visita guiada pelo arqueólogo e fundador do Museu de Arqueologia e Numismática de Vila Real: João Ribeiro Parente a vários locais pré-históricos e medievais do concelho de Alijó:

- Castro do Pópulo, mamoas da Perafita, Anta da Fonte Coberta, sepulturas medievais de Ribalonga, lagares pré-históricos de Carlão -

 
Anta da Fonte Coberta Alijó


20 de maio de 2019

9h às 18h





Organização
Olinda Santana

Docente da UC de História Regional e Local - LRE
- Membro do Grupo Missão Cultura da UTAD –