09/04/2019

UNIBERARTE: Arte Ibérica na UTAD


A Galeria da UTAD (Sala de Exposições da Biblioteca Central) receba, de 23 de abril a 7 de junho, a exposição de pintura e escultura UNIBERARTE, no horário habitual. A referida exposição de dois artistas plásticos espanhóis (Alejandro Albarrán Garcia e Pedro Espada Rey) tem a curadoria de Olinda Santana, membro do Grupo Missão Cultura da UTAD.

UNIBERARTE é uma exposição de pintura e escultura criada pelos citados artistas plásticos espanhóis para ser mostrada na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Vila Real). O título surgiu da junção das palavras: UNIVERSIDADE, IBÉRIA e ARTE, pois trata-se duma mostra projetada especialmente para a UTAD, juntando dois países ibéricos (Espanha e Portugal), e as artes de dois artistas plásticos espanhóis, um zamorano e outro basco. 

A pintura surrealista de Alexal - Alejandro Albarrán Garcia - celebra a criação dos sonhos, seguindo o paradigma da pintura surrealista, por seu turno, a escultura de Pedro Espada Rey trabalha de forma poética a pedra, a madeira e os metais.
Quadro de Alexal

Na pintura de Alexal, encontarmos cenários idealizados, semeados de imagens inquietantes, de visões duplicadas ou invisíveis, que evocam paisagens oníricas, muito semelhantes às criadas pelos pintores surrealistas portugueses Mário Cesariny e Cruzeiro Seixas, os expoentes máximos do movimento surrealista em Portugal, estabelecendo com estes um diálogo pictórico ibérico. 

O escultor Pedro Espada Rey colhe na natureza os materiais (pedras, madeiras) que transforma pela imaginação criativa e pela destreza das suas mãos de artesão poético. Não segue nenhuma corrente artística ou condicionante comercial. Nas suas deambulações pelos bosques do país basco nascem os diálogos com os materiais e a inspiração para as suas obras. Os temas selecionados vão desde a figura humana, com destaque para o corpo feminino, a figuras primitivas dum lastro ibérico. O escultor cria com “olhos de menino” e talha com mãos de sábio mestre.

Das suas obras, tal como das de Alexal, despontam a fantasia, o sonho, a beleza, a serenidade, transportando-nos para viagens longínquas e deleitosas.

Venha à Galeria da UTAD, de 23 de abril a 7 de junho, apreciar a pintura de Alexal e a escultura de Pedro Rey.

08/03/2019

As origens da Terra e a formação de Trás-os-Montes e Alto Douro

No próximo dia 11 de março de 2019, a turma de História Regional e Local do 1.º e 2.º anos da licenciatura em Línguas e Relações Empresariais terá uma visita de estudo guiada pelo arq.º paisagista Álvaro Miranda ao Museu de Geologia da UTAD.



Na visita os discentes de LRE, terão a oportunidade de ficar a conhecer as origens geológicas do planeta e a formação edafológica de Trás-os-Montes e Alto Douro, bem como as potencialidades mineralógicas da região e do país.


30/11/2018

Exposição: "Guerra Junqueiro: de Freixo para o Mundo"

A galeria da UTAD (Sala de Exposições da Biblioteca Central" acolhe de 5 de novembro a 19 de dezembro a Exposição sobre a vida e a obra do escritor transmontano Guerra Junqueiro, intitulada: "De Freixo para o Mundo".
Exposição Guerra Junqueiro - Galeria UTAD


No dia 19 de dezembro, às 14h e 30m, será proferida uma palestra sobre a vida e obra de Guerra Junqueiro pelo diretor do Museu da Seda e do Território de Freixo de Espada à Cinta, Mestre Jorge Duarte.
Estas iniciativas foram organizadas no âmbito do Grupo Missão Cultura da UTAD por Olinda Santana

04/10/2018

Diário de peregrinações ao Santuário de Fátima


A autora, Olinda Santana, docente na UTAD, investigadora no Centro de Estudos Transdisciplinares para o Desenvolvimento (CETRAD) da UTAD e na Red de Archivos e Investigadores de la Escritura Popular (REDAIEP) da Universidade de Alcalá de Henares (Madrid), edita no corrente mês a sua última obra intitulada: Edição e Estudo Dum Diário de Turiperegrinações ao Santuário de Fátima (1938-1973)

Capa Obra

Neste trabalho, faz uma edição rigorosa do diário manuscrito de Maria Irma Nunes de Sousa (1910-1989): “Portugal: Fátima”, bem como um estudo temático e discursivo com um enfoque na evolução do turismo religioso no Santuário de Fátima, dos finais da década de 30 ao início da década de 70.
Este diário inédito relata 23 turiperegrinações e visitas ao santuário de Fátima realizadas por Maria Irma, entre 1938 a 1973.
As deslocações da diarista portuense ao santuário mariano evidenciam motivações simultaneamente espirituais e culturais.

30/04/2018

Ruralidade: Exposição de Fotografia de Jorge Bacelar


Jorge Bacelar é veterinário de profissão, formou-se em medicina veterinária na UTAD. Desde cedo, começou a interessar-se pela imagem, dedicando-se à fotografia a partir de 2013. É o seu trabalho profissional de veterinário de campo na Murtosa, no distrito de Aveiro, que lhe serve de fonte de inspiração. Os protagonistas das suas fotografias e narrativas são os agricultores e os seus animais. As suas imagens têm uma “qualidade crua”, assemelhando-se a pinturas seiscentistas. As suas fotografias acontecem, graças à relação de cumplicidade e amizade que une o fotógrafo e os retratados. O artista confidencia:
“Passo horas a falar com as pessoas”. “O meu tipo de fotografia é no interior. Tiro fotografias às pessoas dentro de casa, ou nos estábulos. Para isso tem que haver uma certa cumplicidade e amizade”. São esses sentimentos que permitem a captura de imagens imbuídas duma candura inusitada, refletida nos olhares das mulheres, dos homens e das crianças, bem como nos trejeitos dos animais em interação com os seus donos. Jorge Bacelar perpetua com luz retalhos cristalizados dum mundo rural em extinção, desconhecido do público urbano, em geral.

Ruralidade - Galeria UTAD

35 fotografias representativas da “Ruralidade” portuguesa estão patentes na Galeria da UTAD (Biblioteca Central) de 30 de abril a 26 de maio.

Convida-se toda a Academia a vir contemplar as imagens-pintadas de Jorge Bacelar.


Para mais informações consultem:

Olinda Santana
Membro Missão Cultura